domingo, 23 de outubro de 2016

Domingo Na Usina: Biografias: Carlos Nejar:



 (Luiz C. Verzoni N.), advogado, professor e poeta, nasceu em Porto Alegre, RS, em 11 de janeiro de 1939. Está  radicado no  seu  Paiol da Aurora,  em Guarapari (ES). Membro da Academia Brasileira de Letras, onde foi secretário-geral e presidente em exercício, este poeta e ficcionista é considerado um dos 37 escritores da América Latina e Hispânica mais importantes do século XX — ao lado de Octávio Paz, Jorge Luís Borges e César Vallejo. Conquistou prêmios como o da Associação Paulista dos Críticos de Arte, com Silbion, melhor livro de poesia de 99. E o prêmio Machado de Assis, da Fundação Biblioteca Nacional, com Riopampa, melhor romance de 2000, num júri composto por Carlos Heitor Cony, Autran Dourado e Ildásio Tavares.

Principais obras:
De Selésio a Danações (obras reunidas);
O poço do calabouço (poesia);
Árvore do mundo (poesia);
Obra poética I (poesia)
Os melhores poemas de Carlos Nejar (poesia);
Memórias do porão: memórias do esquecimento (poesia em versículos);
A genealogia da palavra: antologia pessoal (poesia);
Amar, a mais alta constelação: sonetos (poesia);
A chama é um fogo úmido (poesia);
Aquém da infância (poesia);
Arca da aliança (poesia);
O dia pelos dias (antologia);
Sonetos do paiol, ao sul da aurora (poesia);

Carta aos loucos (romance). 

 fonte de origem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário