quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Poesia De Quinta Na Usina : Mario Quintana: Matinal:










O tigre da manhã espreita pelas venezianas. 
O Vento fareja tudo.

Nos cais, os guindastes domesticados dinossauros - erguem a carga do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário