quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Poesia De Quinta Na Usina:D'Araújo: Rocha.





Forte feito a água que apesar de sua leveza,
destrói a rocha pacientemente

Acariciando-a sem a pressa do tempo findo.
E como tudo no universo o meu desejo por ti,
aflora a revelia do meu querer.

E ficar sem te ver chega a ser 
quase um tormento eu não mais aguento
ficar sem você.

Entre dois amores e dois desejos,
 me sobra o sobejo de um ser abalado 
pela incapacidade de ser feliz em toda sua plenitude.



D'Araujo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário