quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Quarta Na Usina: Poetisas Da rede:Céu Pina: A mudança:


Novas propriedades,
O Mundo…
Muda o ser,

Diferente esperança.

Principal direção.
Céu…
Tão grandioso,
Mar amante.
Sem peso da lembrança.
Nuvens navegam.
Deixar de ser,
Para ser outras.
Testemunhas distantes.
Uma vida termina,
Na minha, inacabada.
Estou presente, 
Estou ausente.
Tudo muda,
Tudo se transmuta,
O tempo inteiro.
O que é?
E não è!
Mas é…
Vou…
Não vou.
Perdida…
Em mim própria.
A liberdade,
É a luz,
Da mudança.

Céu Pina

Nenhum comentário:

Postar um comentário