quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Poesia de Quinta Na Usina: D'Araújo: Sabor dos Ventos.



 Meu amor por você cresce na velocidade
do tempo ao sabor dos ventos, 
que me levam até você.

O desejo de amanhecer com teu cheiro 
e teu calor aquece o meu ser que 
sofre a tua ausência.

Este inigualável sorriso que floresce 
como uma linda manhã de primavera,
 faz minha alma sorrir.

Em uma bela janela de um tempo,
que não vai ter fim.
Ouço a canção dos ventos que me 
levam ao lago que reside à felicidade.



D'Araujo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário