quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Mary Josi: DESEJO QUE NÃO SE CALA:




Por que me falaste daquele jeito?
Não sabias que meu coração te desvendaria? 
Não pensaste que eu poderia me apaixonar?
Tuas palavras são como canção a tocar no meu coração.


E tu, também sentiste a mesma melodia das nossas 

palavras caladas, murmuradas pelas nossas almas enamoradas?

E agora...onde estás?


Por que não vens aconchegar-te nas estrelas das nossas 

fantasias, dos nossos eternos carinhos bordados de poesia? 


Vem amor e solta-te ...

Sacode as ténues diferenças, aninha-te no meu corpo,

Voa nas asas dos teus sonhos que também são os meus. 

Procura-me no infinito do teu sentir... 

Entrega-te e deixa-me descobrir, na pele dos teus segredos 



a minha fragrância colada em ti.

Deixa as minhas mãos dedilharem teu corpo despido de razão. 

Deixa-as sussurrarem-te minhas sentidas ternuras, minhas 

magias profundas, meus anseios contidos e escondidos no 

meu universo de desejos onde só tu habitas.


Sabes...

Mesmo que não venhas...estarás sempre em meus pensamentos.

E se eu não beijar a tua presença, beijarei com suavidade 

a beleza da tua alma.


Tu serás sempre a melodia que canta no meu coração, 
embalada pela pela sintonia das nossas marcantes 
e meigas lembranças dos nossos momentos de poesias.










Link para adquirir o Livro: Calabouço contos e outros:
http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br

Um comentário:

  1. Agradeço com carinho do meu coração pela publicação do meu "Desejo que não se cala", ficou lindo poeta. Você é um anjo humano compartilhando e distribuindo momentos felizes com seus amigos poetas e escritores. Um abraço com admiração. Mary.

    ResponderExcluir