quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Quarta Na Usina:Poetisas Da Rede:Luciana Bianchini: Te rogo amor em preces:




Acordei pela manhã, me vi, num vácuo

num vazio, que me dava uma sensação, 

de arrepio.

Me levantei, de joelhos me dobrei e

minhas preces te roguei e com os
meus olhos lacrimejando, te implorei.
Eu pedi você de volta para mim. 
E humilhantemente , pedi a Deus,
humildemente.
Porque só tu saberás, que nunca te
esqueci, só tu saberás, que sempre estive
aqui, só tu saberás, que mau algum lhe
fiz. Só tu saberás, que é por você que eu
enlouqueci. Na verdade, fui fraca, não
consigo viver sem você. Se preciso for,
nas minhas madrugadas cinzentas, 
vou rogar novamente a Deus, porque
só tu saberás, o quanto isso me 
custou, só tu saberás, o que agora 
me restou. TE ROGO AMOR EM MINHAS 
PRECES.


2 comentários:

  1. Quero parabenizar os proprietários do blog D. Araujo Usina Literária, pela menção acima, eu conheço pessoalmente a poetisa Luciana, e reconheço seu potencial e sua sensibilidade descritas em suas obras, A todos amigos leitores do blog, deixo minhas saudações acadêmicas e literárias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo, a função da Usina, é justamente divulgar a Poesia e literatura de qualidade.

      Excluir