terça-feira, 22 de novembro de 2016

São Paulo ganha novas livrarias especializadas em publicações independentes: Por: MARIA FERNANDA RODRIGUES:



06/02/2016 | 06h00

Ilustrarquia chega em março para fazer companhia à Ugra Press - que, recentemente, deixou de ser uma loja apenas virtual
Há seis meses a cena se repete. Douglas Utescher abre a porta da loja 116 da Galeria Ouro Velho, na Augusta, olha ao redor, respira fundo e sente aquele orgulho: “Eu tenho uma livraria”. Ele, 38, e Dani, 32, são donos da Ugra Press, que começou como editora em 2010, virou loja virtual em 2013, participou de várias feiras de livro e, em agosto do ano passado, inaugurou sua primeira loja física. Dedicada desde sempre a publicações independentes, sobretudo a HQ, a Ugra conquistou seu espaço numa cidade que já contava com lojas bem estabelecidas, como a Comix, HQ Mix, Gibiteria, Monkix, Cidade de Papel e Terramédia, Banca Tatuí, entre outras, além de sebos especializados. Cada uma, no entanto, tinha um perfil diferente. No próximo mês, depois de tanto investimento, ela deve fechar pela primeira vez no azul. E também em março, ela vai ganhar nova concorrente.


A história começa com a publicação do Anuário de Fanzines, Zines e Publicações Independentes - o primeiro dos 15 títulos lançados pela Ugra. “Vimos que havia uma quantidade grande de material sendo produzido e que as pessoas não conheciam. Eu tinha, sim, o desejo de editar, mas surgiu também o desejo de dar visibilidade para esse material que já existia”, diz Douglas. O acesso a essa produção é difícil. “Se a pessoa quer comprar 10 livros, ela tem que falar com 10 autores diferentes, fazer 10 pagamentos diferentes, receber 10 envelopes. A ideia da loja virtual surgiu nesse contexto”, completa. Ela foi inaugurada com 30 títulos. Os clientes foram chegando, pedindo um título aqui e outro ali, e o acervo foi crescendo aos poucos. Hoje, são cerca de 1.500 títulos.

Saiba Mais:

fonte de origem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário