quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Poesia De Quinta Na Usina: D'Araújo: Constelação:




De uma constelação distante onde fica 
o meu universo sem fim uma imensa 
estrela brilha para mim.

Uma galáxia de uma imaginaria 
existência sinto sempre a tua
presença no meu viver de cada alvorecer.

Então posso adormecer a cada 
final de jornada com a calma dos 
sábios e com o calor do teu ser no meu existir.

O teu sorriso me faz acreditar que o ser feliz 
não passa de um imenso sorriso com todo prazer da alma.

D'Araujo.

2 comentários: