quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Madalena ferreira:


Mas, ,
Se me embalas

Nesse doce desenhar de palavras

Fico,

À mercê dessa magia

Chove do céu

Pingos de alegria

Na quietude dessa hora
O coração romântico
Sente o refrigério
Das teluricas emoções
E a lua,
Anel de prata
A rodear os amantes
Se faz mais bela
Querendo,
Só para ela toda atenção
Se põe,
Misteriosa
Gigante,
Toda ostensiva
Bailando em emoções....
Vem a manhã trigueira
Maneira,
Repleta de sutilezas
E, um coração menino
Se encanta...
Como a moça de 15 anos
Em sua valsa primeira na vida....
Sons de piano,
Mescla e tange lá fora
E, tudo fica silente
Nessa devoção
à "Maria"...
Há sempre um coração dolente
A encher de graça e beleza
Quando,
Os sinos badalam
E dão sinal
De amôres vindos de longe....
E, cálidos amõres
Se vestem de fantasia
E a alma guria,
è toda festiva
Ah como é bom
Saber-se pronta
Para mais uma esperança
A vida é isso,
Só não se pode
Ser vazia,,, 

Madalena ferreira poetisa e cronista

Nenhum comentário:

Postar um comentário