quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Poesia De Quinta Na Usina:D'Araujo: De mim mesmo:


Não mais , me resta tempo para esperá
Tudo que quiser, daqui pra frente
Tenho que construir com as 
minhas próprias mãos.

Como tem sido por todo o sempre
Agora o meu maior desafio neste doloroso
viver do hoje.

inevitavelmente, é resgatar o que restou de mim mesmo
 depois desta densa tempestade que avassalou o meu viver do hoje..

D'Araujo.

Um comentário:

  1. Resgatar de si mesmo o que é bom, é um privilégio de poucos para recomeçar, na certeza da própria essência da alma revestida do amor que nunca acabou. Versos simples, espontâneos, lindos. Parabéns!

    ResponderExcluir