quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Poesia De Quinta Na Usina:D'Araújo:Doce prazer:



Despi-se de todo o seu ego, 
afugente do teu ser qualquer apego.
Para que possa finalmente conquistar 
a tão sonhada liberdade, e poder criar seres livres.

A dor procure evitar todas as formas, 
a qual com ela o mundo se contamine.
Não cultue com isso qualquer espécie de recompensa.

Apenas se alimente com o doce prazer 
do dever cumprido.
Ame incondicionalmente o planeta em que vive, 
e tudo que nele abita.

D'Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário