quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Silvana Guerreiro:"Apenas um olhar":


QUANDO percebi Localidade: Não Ser UM SONHO E NEM Sequer hum 
Sentimento JÁ extinto e apagado de Meu Coracao ...
Fiquei um me Perguntar Como consegui Permanecer 
Tão cega los abnegação e Ilusão?
Apenas Um Olhar, MESMO uma distancia desencadeou 
hum Despertar Do Meu eu ATÉ entao, em Transe e torpor ...

Lembranças e Recordações de afagos ternos e Tao do 

profundos Que me embriagavam de Paixão ...

Para NÓS era nada proibido, quem de n º s conduzia ERAM 

Os Mais intensos e inebriantes Sentimentos de amor.

Apaixonados, Amantes e enlouquecidos Totalmente imersos, 

Mas tao vivos! Como Pude Pensar Ser proibido Imensa Chama 
abrasante Que ágora Enfim Consigo DiZer servi o de amor.

Sim declaro A Voce e se precisar ao Mundo.

Te amo Ontem, Hoje e Semper Meu eterno amor ...

Só a ti ea Mais Ninguem Simples mas verdadeiro amor ...

* Silvana Guerreiro * - "Sil". 
















Ligação parágrafo Adquirir o Livro: "Enquanto Deus Dormia".

Nenhum comentário:

Postar um comentário