domingo, 5 de março de 2017

Domingo Na Usina: Biografias: Cláudia de Campos:



[Sines, 1859 - Lisboa, 1916] 
Pertencendo a uma rica família alentejana, frequentou o Colégio de Mrs. Kutle, na Rua do Alecrim, em Lisboa, e privou com a mais alta sociedade lisboeta da altura, frequentando a Academia de Ciências de Lisboa e os Salões Literários do Casino. Interessou-se pelo estudo da personalidade de várias figuras femininas notáveis nas letras, nas artes e na política, tais como Charlotte Brontë ou Mme. de Staël, e deixou em manuscrito um trabalho sobre o poeta Shelley. Fez parte da Secção Feminista da Liga Portuguesa da Paz (1906) e de La Paix et le Désarmement par les Femmes (1906-?).

Tendo-se estreado literariamente, em 1892, com o livro de contos Rindo... (prefaciado por Bulhão Pato), a liberdade com que tratou determinados temas e a sua hipersensibilidade ultra-romântica foram mal acolhidas pela crítica da época, que considerou os seus personagens inverosímeis e incoerentes.

Sobre o seu livro Elle escreveu Trindade Coelho: «[...] esse livro para nós indefinível e cuja leitura fragmentada, por nos ser impossível aguentá-la a seguir, nos custou além de uma longa noite de insónia, uma crise agudíssima de nervos que levou dias a acalmar».

Diferente é, porém, a opinião de Cândido de Figueiredo que, na obra Figuras Literárias (1906), regista com agrado a escrita «feminina» da autora e lhe augura um futuro digno de Violante do Céu ou de Bernarda de Lacerda. Também Abel Botelho escreve: «É, infelizmente, bem diminuto hoje o número de escritoras portuguesas dignas deste nome, de sorte que a triunfante confirmação, dia a dia mais seguramente acentuada de talentos como o de D. Cláudia de Campos, bem merece da crítica toda a atenção e todo o estímulo. Nós reputamos este romance "Elle", a melhor obra de quantas a ilustre autora tem até hoje publicado, o que evidentemente para nós denota do seu fino e real talento o caminho progressivo.»

Usou o pseudónimo de Colette.
Centro de Documentação de Autores Portugueses

11/2010.

fonte de origem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário