domingo, 19 de março de 2017

Domingo Na Usina: Biografias:Luis Cremades:




( Alicante , 1962 ) é um escritor, tradutor e poeta espanhol.
 Ele se mudou para Madrid em 1980. Em 1981 , ele conheceu o escritor Vicente Molina Foix , com quem teve um caso e que se tornou o mentor literário do jovem poeta. A relação entre o dois é detalhada em um convidado Bitter livro inteiro (2014), em que os capítulos escritos por cada um dos autores são intercalados. De acordo com Santos Sanz Villanueva

Este livro género -¿novela indefinida, crônica, autobiografia - poderia ter aderido ao seu núcleo, os caminhos sinuosos percorridos por uma relação difícil, mas não secundária atinge um valor documental. Em boa medida oferece um testemunho curioso do Madrid mundo literário dos anos 80 a partir da perspectiva parcial de um grupo de seus protagonistas.
Cremades trabalhou em Madrid como consultor de recursos da organização e humanos, especialidade em que publicou vários livros técnicos. Ele também foi professor da Faculdade de Letras de Madrid entre 2001 e 2008.

Ele colaborou com prestigiadas revistas literárias e culturais, como Costeira, Poesia, Vogue, Insula, veados, etc. Ensaística também traduziu obras de Jonathan Culler e Harold Bloom e poesia de Rudyard Kipling .

Poesia
Tu és pó para sua coleção de poemas foi para orientar o trabalho dos poetas Jalal ad-Din Muhammad Rumi e Li Po , embora o autor também reconhece influências de vários poetas homossexuais como Walt Whitman ou Federico Garcia Lorca .

obra literária
Poesia
O animal favorito, Pre-Textos de 1991.
Os limites de um corpo, Pre-Textos de 1999.
O Enforcado Man , Dilema de 2004.
Tu és pó, Egales de 2012.
Prosa
convidado amargo, Anagram de 2014.

"Magic Mãos" história publicada em O não-dito, uma antologia de histórias inéditas de Luis Antonio de Villena , Eduardo Mendicutti , Luisgé Martin , Lluís Maria TODO , Fernando J. Lopez , Oscar Esquivias , Luis Cremades, Lawrence Schimel , José Luis Serrano , Oscar Hernandez Campano e Alvaro Dominguez . Trabalhos de arte por Raul Lazaro . Madrid: Dois Bigodes , 2014.

fonte de origem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário