quinta-feira, 2 de março de 2017

Poesia De Quinta Na Usina:D'Araújo: Não mais...:


Estando eu vivo meus olhos veem,
Então paro, penso, reflito e sinto.

Ando, corro, canso, sento,
Vejo, paro, penso, reflito e sinto.

Deito, durmo sonho, acordo,
Vejo, paro, penso, reflito e sinto.

E com o tempo se esvaindo por entre os dedos da insensatez.
Envelheço, esmoreço morro,
Não mais vejo,
Não mais paro,
Não mais penso,
Não mais reflito,
Não mais sinto,

Não mais...

Conteúdo do Livro: Covas Rasas.
Editora: www.perse.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário