quinta-feira, 9 de março de 2017

Poesia De quinta Na usina:Fernando Pessoa: Mestre.


Mestre são plácidas
Todas as horas
Que nós perdemos,
Se no perdê-las,
Qual numa jarra,
Nós pomos flores.
Não há tristezas
Nem alegrias
Na nossa vida.
Assim saibamos,
Sábios incautos,
Não a viver,
Mas decorrê-la,
Tranqüilos, plácidos,
Lendo as crianças
Por nossas mestras,
E os olhos cheios

De Natureza ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário