quarta-feira, 29 de março de 2017

Quarta Na usina: Poetisas da rede: Rosely Andreassa: REGRESSO:


É você que há muito eu espero, para
colorir meu mundo, tingir meus olhos
de esperança...

Eu preciso de um momento no seu tempo,

para dizer-te pessoalmente, que posso

esperar-te eternamente, nossa alma não
têm idade.

Quando você chegar, tropeçarei nos seus

passos, abraçarei seus abraços, seremos

um...

Quando você chegar, com que olhos vou
te ver?
Será com olhos de estrelas, para iluminar
sua face e desvendar seu sorriso....
Ou talvez eu o veja com os olhos da alma,
permanecendo prostrada, encantada...

Certamente o verei com os olhos do coração,

causando um arrebatamento por anos de

solidão...

Quando você chegar, beijarei seus lábios, 
amarfanharei suas vestes, inflamarei sua pele.
O amanhã esta distante, se eu pudesse estar 
em dois lugares ao mesmo tempo, eu estaria
com você hoje e amanhã...
Quando você chegar, vou te amar...
Rosely Andreassa

Nenhum comentário:

Postar um comentário