quarta-feira, 8 de março de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Marilene Alagia Azevedo:



Ei! !!
Mostra ! Amor!

Deixe que veja

A pureza

Da loucura

Desse querer!

Não irão
Nunca entender
O sofrer
Ao escrever

Coisas loucas
Coração!

Redemoinhos
Tempestades
Alegrias
Fantasias
Todos juntos
Emoção!

Energias
Que as vezes
Leve toque
Tu transcende!

Quem entende?

Isso sou eu!
Interior
Isso é vida!
É amor!

Sonhos vivos
Outros lidos
Trago a vida

Entre folhas
Umas escritas
Rasuradas
Amassadas

Que a tinta
Borra letras
Para ler..
E assim 
Quando cansar
Feche o livro
Dormirá
Marilene Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário