quarta-feira, 8 de março de 2017

Quarta Na Usina:Poetisas Da Rede:Poetisa Débora Neves:DAMA DA NOITE :










Doce é teu beijo na noite ao luar.
A florando o prazer da tua subsistência. O
M ar ecoa as juras de amor e 
A s almas se alimentam adornadas de mel.

D as essências reacendem os instintos lascivos.
A o teu corpo cansado sou a tua cama e tua face.

N o teu canto de esperança e justiça, sou a tua bandeira sem cor.
O h! Destino cruel a alma seminua não tem coragem de viver...
I ndo buscar o refúgio em sonhos sem dor...
T oda a beleza da dama fica a vagar nas noites escuras, á 
E spera do grão que germine em sua terra e a faça viver...


Débora Neves ( in acrósticos)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário