quarta-feira, 26 de abril de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: ANA PEREIRA:PECADO CELESTIAL:



Hoje quiseste-me 

nua,
nítida,
presente. 
Poso para ti
num quadro 
de fantasia.


Escondidos atrás 
de cortinas de gestos, 
trazemos o desejo pelo corpo
colado nos lábios
cosidos ponto a ponto
e rematados com o G.

A janela está fechada 
mas a fechadura está aberta 
para a chave que será
submersa.

Agarras a nudez
até à fraqueza. 
Escorre a espuma quente
na pele submissa.

Fico com as pernas boquiabertas, 
rompes-me,
afogando-te.

Atas o meu rosto nas tuas mãos. 
Bebes da boca o delírio.
Ateias o fogo
no gritar.
Nenhuma luxúria ficará 
por inventar.

A Alma abate-se viva 
e a rosa excitada floresce
coberta de suor e santidade.

Na noite profana
seremos absolvidos 
do Pecado Original.
De astros ateados,
vestidos de estrelas
chegaremos ao paraíso
com este pecado celestial.

ANA PEREIRA
almainspiradora.blogspot.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário