quarta-feira, 19 de abril de 2017

Quarta Na Usina:Poetisas Da Rede: Flá Perez: LEOA OU GAZELA, TODO DIA É DIA DELA: À Deriva:


Às vezes
sou rio
de corredeira
e você,
barca sem remo,
muito perto da queda d’água.

Às vezes sorrio
já em alto-mar
e só então você embarca.

Sem bandeira branca
sou nua,
nau sem âncora,
navio pirata.

Sem você não aporto:
o capitão está morto
e a bússola, quebrada.

Não há porto
pra uma amotinada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário