sexta-feira, 7 de abril de 2017

Sexta na Usina: Poetas da Rede: Armindo Loureiro: Lembranças…


Lembro-me tão bem

Dessa nossa paixão

E tu agora meu bem

Não tens a mesma opinião



Vagueias nesse mar estrelado

Duma maneira mui especial

E esqueces-te um bocado

Deste amor que não tem igual



Lembro-me bem dos bons bocados

Que os dois passamos juntos
E agora, vivemos disfarçados
E os dois já parecemos muitos

Quando a tempestade terminar
Eu não sei se andarei por aqui
E se um dia poderei vir a amar
Da mesma forma que já vivi

Vivi contigo uma imensidão
E hoje apenas a posso recordar
Dei de mim toda a paixão
Porque sempre te quis amar

Eras o meu sol, a minha natureza
Raiavas em mim todo o santo dia
Olhava-te e apenas via a tua beleza
Numa natureza onde abundava a alegria

Armindo Loureiro – 23/10/2013






Link para Download do Manual Prático de Bioga;

Nenhum comentário:

Postar um comentário