sexta-feira, 14 de abril de 2017

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Diego Felber: CIELO:


Es tán profunda la soledad
que mis lagrimas se secaron solas,
es ahí dónde no existió consuelo
ni hubo manos que me acariciaran.





He visto la noche caer,

los cometas brillar

las estrellas enloquecer

y una luna triste llorar.




Llora por tu ausencia
por tu silencio
por tu lejanía
y tu olvido.

Autor: Diego Felber
Martes 21 de enero del 2014 11:30 am

Céu (autoria própria)


É tão profunda solidão

que minhas lágrimas secaram em paz,

é onde não havia nenhum consolo

Não havia nenhuma mão que acariciou-me.



Eu vi a noite cair,

brilho de cometas

estrelas ir selvagens

e um grito de lua triste.



Chora por sua ausência

pelo seu silêncio

pela sua distância

e seu esquecimento.



Autor: Diego Felber

Terça-feira, 21 de janeiro de 2014 11:30 (Traduzido por Bing)

Nenhum comentário:

Postar um comentário