sexta-feira, 21 de abril de 2017

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Fabão Silva: Cacos ao chão:

Guardei pedaços de cacos
Num pequeno pote – destes que vendem em supermercados.
Pedaços minúsculos,
Mas com peso imensurável.


Eles ficaram muito tempo

Juntando pó, num canto esquecido

De minha velha estante.

(acho até que nem lembrava mais dele)



Entre tantas mudanças,

Tantas andanças,

Ele acabou por cair.



Espalhou – se todo pelo chão,

Nem fiz questão de juntar,

Até você aparecer e recolocar

Tudo no lugar.



Agora entre tantos enfeites

De nossa estante

Figuram dois potes uníssonos

De cacos, lado a lado.
Fabão Silva
Enviado por Fabão Silva em 02/09/2013

Código do texto: T4463956 

Classificação de conteúdo: seguro

Nenhum comentário:

Postar um comentário