sexta-feira, 21 de abril de 2017

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede:Rafael Dominguez: Confesiones bajo la luna:




Yo no soy el de mis sueños, 

en el que vive en un mundo de fantasías, 

en el que todo es perfecto, 

y vive sin problemas en la vida. 

yo no soy él, el señor sin fallos, 
ordenado y meticuloso, 
porque es un sueño y no los controlo, 
sueño porque sueño, pero ese no soy yo... 
Yo soy el soñador, 
el que por un corazón se desvive, 
el que falla casi siempre con sus declives, 
de conciencia incomprendida y sumergidas, 
de un mundo que no existe.
El que intenta comprender, 
a todos el mundo ayudar quiere, 
pero no abarca más de lo que puede, 
por eso siempre pierde.. 
Ese soy yo en la realidad, 
el que intenta enamorar con palabras, 
el que dice la verdad si hace falta, 
pero si sé que la verdad hace daño... Se calla.
Yo no soy quien imaginas, 
no soy el del sueño, 
solo soy un hombre que a veces y que de día.. 
Intenta subirte al cielo.......

Rafael Dominguez
Derechos reservados 
Madrid - España.
Eu não sou o um dos meus sonhos, onde ele vive em um mundo de fantasias, em que tudo é perfeito e vive sem problemas na vida. 
Eu não sou ele, o senhor sem falhas, puro e meticulosos, porque é um sonho e eu não controlá-los, eu sonho sonho, mas isso não é comigo... 
Eu sou o sonhador, que, por um coração não fazer o suficiente, que quase sempre falha com seus declínios, incompreendido e submersa, a consciência de um mundo que não existe.
Ele quem tenta entender, toda a ajuda do mundo que você quer, mas não abrange mais do que pode ser, que sempre perde... 
Esse sou eu na realidade, que tenta cair no amor com palavras, quem diz a verdade quando for necessário, mas se eu sei que a verdade dói... É silencioso.
Eu sou não quem pode imaginar, eu não sou do sonho, eu sou apenas um homem que às vezes e naquele dia... 
Tentar chegar ao céu... 


Rafael Dominguez direitos reservados Madrid - Espanha

Nenhum comentário:

Postar um comentário