segunda-feira, 15 de maio de 2017

Crônicas de Segunda na Usina: U.S.A. : A farsa de um sonho:


           Com os seus conceitos de sonhos alheios contaminarão o mundo, uma farsa que se sustentou até o mundo poder enxergar com seus próprios olhos, e não através da ótica de almas corrompidas.
Com muita habilidade e um propósito único e bem duvidoso, transformarão a miséria e o desemprego com a colaboração do verniz dos insensatos em liberdade de escolha.
Jamais investirão em saúde publica ou moradia popular, sempre preferiram o caminho mais curto e barato:
Os lastimáveis albergues, verdadeiros asilos da miséria humana programada, incentivaram aos teleguiados a morar em trailers e a propagação dos míseros hotéis baratos, onde na maioria absoluta, estrangeiros se engalfinham em cubículos com suas famílias, enquanto seu sonho não chega.
Estes grandes indigentes de um capitalismo desumano são contemplados diariamente com o honroso titulo de homens livres enquanto os seus idealizadores, em suas mansões e iates de luxo recheados de milhões, comem caviar com seu Bourbon aquele velho vinho barato.
Ao longo de décadas em todo o mundo, compraram todas as almas necessárias e escravizaram todas que foi possível, e assim sustentaram seus próprios sonhos, distribuído pesadelos.
Com o discurso de desenvolvimento sustentável e para todos, com a verdade escondida a sete chaves se alto proclamavam como a maior potência do mundo.
Sem sombra de duvidas eles sempre foram uma superpotência em arquitetar golpes no mundo inteiro. Com o discurso da tão sonhada democracias semeiam o terrível vírus da discórdia até alcançar seu objetivo, a guerra bem produzida e vendendo armamento pesado pros seus aliados e inimigos ao mesmo tempo, faturam em dobro.
Será que é esta democracia que eles querem espalhar pelo mundo.
Invadiram e ocuparão por mais de uma década uma nação com falsas acusações, sabe-se La aqui pretexto real. E estão largando os cidadãos que neles acreditaram à própria sorte com uma imensa pilha de cadáveres para sepultar, assim como os seus sonhos de liberdade, progresso e democracia.
E não se dando por satisfeito, com as guerras já existentes, semeiam a discórdia por todo o oriente médio na esperança de costurar mais acordos de reconstrução para suas empresas e de seus aliados, sendo assim ganham com a doença e com a falsa cura, pois depois de uma guerra de insanos quase todos os males se tornam incuráveis.
Nestes novos tempos da internet, onde a comunicação de massa se tornou incontrolável.
Todos os doutores do mundo foram contaminados com seus próprios venenos, onde se distribui suas mazelas com amostras grátis, para faturar trilhões com a venda da cura, afinal os seus laboratórios farmacêuticos e de seus aliados produzem remédio para quase tudo.
Desde pernas amputadas a delírios esquizofrênicos pós- guerra.
Até quando o resto do mundo vai fingir ser surdos e cegos para não enxergar o obvio, até quando a corrupção vai vencer a razão.
Sinceramente gostaria de está equivocados, mas um exercito, onde os seus comandados fazem fogueiras com o símbolo maior da crença, e os seus valores religiosos absolutos de uma nação livre.  Urinam em suas presas abatidas como animais irracionais para demonstrar o seu poder e marcar o seu território. Isto não são soldados são anomalias humanas criadas e treinadas para estas práticas.

   D'Araujo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário