quarta-feira, 24 de maio de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: ANA PEREIRA: NÃO FIQUES ASSIM:


Respondo à convocatória
sem voz nem oratória.
O que é certo

é que tudo deve ser
do agrado
de quem usa o servicinho.
Não deve esquecer, contudo,
o valor acrescentado.

Estou cansada.
Sento-me no tronco viril.
Espero que tudo cresça de raiz.
Fico à sombra.
Não sei o que te fiz.

Na noite mais negra que breu
trazes o dia nas mãos
ilumina o caminho
que trilhas no corpo
que é meu.

Estende-te sobre
o espelho dos sentidos.
Torna-te límpido e leve.
Terás o orgasmo que nunca
ninguém teve.

Enrolamo-nos no reverso da alma
com a inspiração da carne,
poesia sem metáforas.
Escorem os desejos transpirados
nos lençóis
em desalinho.

Seremos uma luz molhada
que vacila
sob a rosa molhada
que tocas.

Conhecerás o prazer de voltar
a uma cama acesa
de fogo não apagado,
claro está.
Apesar do valor acrescido,
tudo é negociado.
Não fiques assim!

ANA PEREIRA
almainspiradora.blogspot.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário