quarta-feira, 10 de maio de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Mahiriri Ossuka :Velas acesas:

Chuvas imensas de guerras negras,

Turbulências removeram chagas grandes,

Em parte mortes duras e sem regras

ades. Noites intensivas de furor Vozes a

Acabam uma pobre vida de personali

dcabadas pela opressão do povo
Numa grande bagunça e terror,
Hamou “As vossas almas descans
Um a enterrar, menos um servo. Fostes embora, Ele que vos
cem em paz” E não só entre nós vossa obra ficou, Como vós o homem novo não é capaz.
postas Como se fossem uma
As pedras por vós escritas Estão entre nós postas em conserva Escondidas longe e be
m fonte reserve. Vós que com vosso sangue e suor Constituístes este chão por nós amado,
s e mares mergulhar, Em machambas o
Fostes, mas temo-vos o imortal amor Por terem sangrentamente desamarrado. Já posso nos ri
o alimento extrair Tendo que antes livremente semear Num chão de campas a destruir. Ídolos que fostes, fostes e fostes!
Tipo de Mortal, Notícias tá
Na coluna deixastes um vazio Que teremos que ser fortes, fortes e fortes Em acabar com o que o diabo abriu. Novas matança
scticas procuramos de vós Na nova batalha venceremos no final E a vós pedimos que não nos deixes a sós.
Pemba, 25/05/2006 (Dia de África)

Nenhum comentário:

Postar um comentário