quarta-feira, 10 de maio de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Rosane Silveira:




Saudade do tempo

que eu falava de amor

e minhas mãos iam deslizando

ávidas pelas linhas, letras

e pontos acariciando os versos

com tanto sentimento,
com um amor que
de tanto latente, escorria
como por dentre o poema
fazendo-o saciado e inteiro
hoje não sinto o que sentia
hoje no lugar nasceu uma flor
não existe mais amor
é uma flor minúscula
quase imperceptível
não sei se conseguiria falar do amor
de outrora
assim como antes quando o meu coração
era puro sentimento
hoje não existe nada
só essa saudade de
quando falava de amor.


Rosane Silveira  

www.rssilveira.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário