quarta-feira, 3 de maio de 2017

Quarta Na Usina:Poetisas da Rede: ANA PEREIRA:ANATOMIA:


A noite abre a janela.

Espreita o dia.
Persegue-a até à sombra 
da escuridão.
De olhos fechados,
apagamos a luz.


Trazemos na pele
dos dedos
os segredo carnal.
há a necessidade de enlace.
Aproxima-te.
Deslize dos lábios.
Suspiro:
o breve respirar dos enamorados.
Acelera.

Acaricio-te o rosto.
Busco em ti o gosto
do sangue 
que em mim pulsa.

Através do toque
penetramos no túnel de palavras.
Mergulhamos na água 
da nossa intimidade.
Rodopiamos nos gemidos
húmidos.

Destruímos o limite contínuo.
Beijo suave.
Beijo penetrante.
Beijo curvo.
Despiste certo
no piso escorregadio do prazer.

É essa a anatomia do beijo:
conseguimos deslizar
nas curvas suaves
da nudez do corpo
e da alma,
enquanto sonhamos
com algo palpável.

ANA PEREIRA
almainspiradora.blogspot.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário