quarta-feira, 7 de junho de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Elisabeth Gliceria da Conceiçao


Nasce, renasce
não sei de 
onde vem 
Se vem das estrelas,
da luz do

luar.
Se pára no tempo
em diálogo com
o vento,
sempre ele vem.
Nasce, renasce
com chamas ardentes,
reina vibrante
no peito 
de alguém.
Inconstante, travesso
sempre a brincar
de onde ele vem;
de um sorriso, um
olhar.
Renasce a cada 
dia.
Simplesmente, amar.

Elisabeth Gl da Conceição

Nenhum comentário:

Postar um comentário