sexta-feira, 23 de junho de 2017

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: van Oliveira Melo:TORTURA:


Olho nas águas escuras a correnteza que vagueia

Carregando o lixo das ilusões em direção ao mar

Onde desemboca imperfeições que me fazem chorar

As derradeiras lágrimas que me improvisam e me cerceiam...



Sento-me no alto de uma pedra... O rio parece infinito!

As horas perambulam vazias e eu ali, solitário

Assistindo ao desfecho crônico de mais um dia

E uma pergunta sem resposta entravada na mente...

Posso eu mesmo perdoar-me? De repente, chuva... estou livre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário