domingo, 16 de julho de 2017

Domingo Na Usina: Biografias:Erasmo de Roterdã:


Escritor holandês (1466-1536). Suas idéias humanistas deixaram marcas importantes no pensamento liberal e progressista do Renascimento.

O sábio e estudioso holandês Erasmo de Roterdã (ou Desidério Erasmo) foi um dos primeiros autores de grande vendagem no mundo. Ele adquiriu sua fama durante o Renascimento, período em que houve um incrível despertar da arte, do pensamento e da literatura, que resgatou a Europa da escuridão intelectual vigente na Idade Média. Embora no Renascimento muitas pessoas tenham redescoberto a literatura clássica grega e romana, e reconsideravam o pensamento clássico, o período também buscava inovações e invenções. As universidades se espalharam pela Europa e houve uma grande onda de disseminação de idéias, possibilitada pelo surgimento da prensa de Gutenberg, em 1450 e pelo nascimento da indústria de publicações.

Nascido em Roterdã, as idéias humanistas de Erasmo sintetizaram o pensamento liberal e progressista do Renascimento. Ele estudou na Holanda e em Paris antes de viajar, em 1498, para a Inglaterra, onde estudou grego na Universidade de Oxford. Seu primeiro tratado teológico, o Manual do Cavaleiro Cristão, foi publicado em 1503, pouco antes de ele partir para Veneza e Roma, onde seria recebido pelo papa Júlio II.

Erasmo voltou para a Inglaterra e se tornou um dos favoritos da corte do rei Henrique VIII (1491-1547). Continuou a viver na Inglaterra por quase uma década, antes de retornar para o continente europeu em 1517. Primeiro fixando residência em Louvain e depois em Basel, na França.

Os escritos de Erasmo eram populares devido à sua imaginação inteligente e ao seu estilo claro e descritivo. Embora isso fizesse com que ele atraísse um grande número de inimigos poderosos em função de suas sátiras. Entre seus trabalhos mais importantes estão o Elogio da Loucura (1509), no qual a "loucura" discursa para uma audiência imaginária composta por pessoas de vários tipos; De Duplici Copia Verborum et Rerum (1511), um texto de retórica para os estudiosos do latim; Os Pais Cristãos (1521); Colóquios Familiares (1516-1536); De Libero Arbitrio (1526), um panfleto satirizando Martinho Lutero; As Navegações dos Antigos (1532), uma série de contos; e Preparação para a Morte (1533).

Fonte:
http://www.sohistoria.com.br/biografias/roterda/

Nenhum comentário:

Postar um comentário