quinta-feira, 13 de julho de 2017

Poesia de Quinta Na Usina: D'Araújo: Do abismo à luz:



Não importa o momento difícil que você esteja vivendo,
Crie a consciência de que viver vale sempre a pena em qualquer que seja as circunstâncias.
Mergulhe em um voo livre no abismo de si mesmo.
E resgate em ti aquele ser que um dia, sonhou, sorrio e sabia que tudo que seja feito nesta vida vale sempre a pena, desde que seja de sua livre escolha.
Seja ousado, provoque, insulte, a todos e principalmente a você mesmo.
Com tudo aquilo que lhe valha a pena, pois se você continuar a engrossar o cordão dos infelizes, fatalmente, morrerá muitos anos antes de ser sepultado.
Não espere não aceite, e não reprima nenhum sentimento.

Simplesmente, viva, viva... Pois a felicidade da plenitude do viver, não há dinheiro que pague.

Nenhum comentário:

Postar um comentário