quinta-feira, 27 de julho de 2017

Poesia De Quinta Na Usina: D'Araújo:Tudo que nasce um dia morre:



Houve um tempo em que não havia preconceito e o racismo.
Houve um tempo no qual nasceu o preconceito e o racismo.
Houve um tempo onde o preconceito e o racismo era uma normalidade.
Houve um tempo onde o preconceito e o racismo, tornou-se uma anormalidade.
Nos tempos de hoje, o preconceito e racismo é crime.
Haverá um tempo, em que o preconceito e o racismo, fatalmente envelhecerão.
Logo, haverá um tempo onde o preconceito e o racismo inevitavelmente morrerão assim como tudo que nasce.

E o mundo novamente voltará a ser de homens livres.

D'Araújo.

Conteúdo do Livro:


















Editora: www.perse.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário