quarta-feira, 26 de julho de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Adriana Ferreira: Poema: Ó NOITE!


Noite, 
velada noite,
faz-me poeta!
Deixa-me entoar as canções
de todos aqueles
que,
pelos séculos dos séculos,
se sentaram em silêncio
à tua sombra!
Deixa-me subir no teu carro sem rodas,
que corre silencioso de mundo a mundo,
tu que és rainha do palácio do tempo,
escura e formosa!


Faz-me ,

ó noite,

a poeta destas almas despertas

que contemplam maravilhas,

à luz das estrelas,

o tesouro que encontrarás

de repente,

a ponta do teu insondável silêncio.
À noite!



Adriana Ferreira.

https://www.facebook.com/pages/O-Meu-Sentir/433977786722222





Link para Download do Manual Prático de Bioga;

Nenhum comentário:

Postar um comentário