quarta-feira, 19 de julho de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Andreia Martins:



Mesmo que o medo costure os meus olhos

Não posso deixar de ver e sentir
A lâmina da verdade e do amor que me atinge
Como um processo cirúrgico 
Curando tudo 
Retirando o que no interior de um ser humano não faz bem ter
Para o bem do próximo
E principalmente para mim.
E essa decisão é a quero levar para sempre comigo.
Escolher sorrir sempre!
Escolher o brilho! 
Escolher brilhar!
Escolher ser feliz!
Escolher olhar para o que só me faz bem!
(Andreia Martins)

Nenhum comentário:

Postar um comentário