sexta-feira, 28 de julho de 2017

Sexta Na Usina: Poetas da Rede:Fernando Correia " A Poesia é Feitiço"


Sou fóssil estratificado no tempo
Estátua de pedra desfazendo- se
Sou memória agitada pelo vento 

(In)Consciência intrometendo-se

Sou o medo que meu ser escraviza
E tanto me faz tremer no caminho
Não há bálsamo que a alma suaviza
No abismo caio passinho a passinho

Mas do Inferno para o Céu eu resvalo
Do gélido frio salto para a quente lã
Há uma odisseia que bem fundo calo

No turbilhão da noite, em brilho a manhã rasgo 
Há na Poesia feitiço, um inexpugnável talismã
Na Poesia vivo, respiro, crio, sou puro e casto

Fernando Correia

Nenhum comentário:

Postar um comentário