sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Pensamento do Dia:

“Chegamos a determinados momentos na vida, em que o purgatório se torna o nosso melhor abrigo.”




Esta e mais de 90 outras frases estão nesta edição comemorativa.
Para fazer o download grátis do livro basta clicar no link a baixo:

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Bruno Junger Mafra:POR NADA:


escrever
um poema ...
como se fosse 
pela vida à toa
pedir perdão
a minha própria
pessoa


Vida a esmo

esse 

sou eu mesmo

caminhante

diante de indagação

de estrada



Ah , vai poeta de nada

borrar o papel

de poesia

nada de técnica

lirismo

só fel 

torcido

analogia



Minha

poesia

construída

do nada

e composta

por

idiossincrasia 



- Bruno Junger Mafra -






















 Link para Download do Manual Prático de Bioga;

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Everson Russo:



Eu e Você Um dia o amor bateu, bateu, E trouxe a emoção, você e eu, 
Levou meu coração junto com o teu, 
Num sentimento só, você e eu, Na estrada, 
num caminho sem direção, Nos guiamos pelo amor, sol e luar, 
O que vier é bom, amor, amar, Não quero mais voltar pra solidão, 
Quero fazer feliz teu coração, 
Você é a flor que falta em meu jardim, É o amor que está guardado em mim,
 Levou meu coração junto com o teu, 
Num sentimento só, você e eu, Te amar é muito bom, 
é muito bom. By Everson Russo evrediçoesmusicais©® 
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98





















“Para os amantes da poesia, Link para Download grátis do livro “Amor Eterno Amor”

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Marco Aurelio Tisi: PIRILAMPOS:


A noite não tem Luar,
mas há os Pirilampos para luminar,
a clareira da mata, pra se poder meditar,

e um sonho, então se embalar,

numa Saudade doce que quer me abraçar,

fazendo o Coração dilatar,

mas é um sonho bom,

e então o Estado de Espírito vai aplacar.



Marco Aurélio TISI

(31/01/2014)

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Mário A. J. Zamataro:


segue rente ao muro
o gato que desce a rua -
outro fim de tarde


(Mário A.J. Zamataro)

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Ivo Júnior: MUNDO DA FELICIDADE:


Amanhã viajarei com destino 

ao mundo da felicidade. 

Correrei sobre o arco-íris; 

tomarei banhos num mar 

sem procelas; 

darei beijos na lua; 
brincarei de esconde-esconde 
com os curumins da floresta; 
direi aos beija-flores 
que a fada-madrinha é minha amante; 
beberei fagulhas de um sol, 
mas não cansarei de cantar 
com os passarinhos na manhã dourada.



No mundo da felicidade, 

meus olhos terão mais brilho; 

meu coração pulsará com mais alegria; 

meus pés não tropeçarão 
em pedra alguma; 
meus ouvidos escutarão 
o suspirar das estrelas; 
minha vida será mais radiante.

Nessa viagem, 
sorrirei como nunca sorri; 
cantarei como nunca cantei; 
dançarei valsas vienenses 
em companhia da deusa-do-amor; 
correrei por dentro da exuberância 
do ventre das matas virgens; 
dormirei nos braços da madrugada; 
rezarei pela natureza... 
e sentirei, na minha alma, 
um ardente desejo de nunca mais voltar!

Poeta Ivo Júnior. (Salgueiro-PE)

Sexta Na Usina: Poetas da Rede:Jorge Pardini:

                                            



                                             Y…la encontré a ella…pegando a mi hijo…
LOCA REVIRADA! HASTA LASTIMARLO!
Le paré la mano! Le arranqué la vara!…

Y abracé a mi hijo…que aún lloraba!

Pedí explicaciones! Qué es lo que te ha hecho?

Para que le pegues, y lo dañes tanto!

-“Cuidá de ESA COSA! Fijate lo que hizo!

Me rompió el jarrón…El que hay en el living!
Esa porquería…NO QUIERO NI VERLA!
LA PRÓXIMA VEZ…SEGURO… LO MATO!”
Yo me quedé helado…NO PODÍA CREERLO!
LA MUJER QUE AMABA…PEGANDO A MI HIJO!
(Porque… NO ERA SU HIJO, ERA SÓLO MÍO!)
Lo tomé en mis brazos…me lo llevé al auto…
Agarré mis cosas…ME FUI DE LA CASA!
Me miró asombrada, mi mujer de entonces,
Y la desalmada, no entendía nada!
Me gritó al partir…”-VOS SOS UN TARADO!
CÓMO VAS A IRTE? VAS A ABANDONARME? 
Si él tuvo la culpa! Por andar jugando… Y no fijarse en nada!
Y si te vas, no vuelvas! Y váyanse lejos!
NO QUIERO NI VERLOS, AQUÍ EN ESTA CASA!”
Lo abracé a mi hijo, mi hijo del alma…
Y nos fuimos juntos, al rayar el alba…
Le curé los golpes que le había dejado…
Lo llené de mimos…y lloró despacio!
Yo sabía que era, mi hijo del alma,
Mi hijo pequeño…Y me necesitaba!
Y LO QUE NO SUPO ESA DESALMADA…
QUE EL QUE FUERA UN PERRO…FUE UNA CIRCUNSTANCIA!
Jorge Horacio Pardini 2/9/13.- (Derechos de Autor Reservados)
POR QUE DEIXÁ-LO?...FOI INSENSÍVEL! (Bater no meu filho!)

Foi um final de tarde... cheguei do trabalho, cansado e querendo levar alguns companheiros!

Estacionei o carro... e eu ouvi uns gritos!

Tenho pressa, vamos ver o que aconteceu!

E... eu achei ela... furando a meu filho...

TORCIDA LOUCA! TE MACHUCAR!
Eu parei a mão dela! Você puxou a vara!...
E abracei o meu filho... ainda chorando!
Pedi explicações! O que é que fizeste?
Então você bateu nele, e muito prejudicá-lo!
-"Toma conta dessa coisa! Olha o que ele fez!
Me quebrou o vaso...Aquele na sala!
Essa porcaria...NÃO VEJO ISSO!
DA PRÓXIMA VEZ...SEGURO... "LO MATO!"
Eu estava congelado...NÃO PUDE ACREDITAR!
A MULHER QUE AMEI...ADERINDO AO MEU FILHO!
(Porque...) (NÃO ERA SEU FILHO, ERA SÓ MEU!)
Levei-o em meus braços... levei-o para o carro...
Peguei minhas coisas...EU FUI NA CASA!
Ele olhou para mim atônito, minha esposa na época e o coração, não entendi nada!
Chorei de... "-VOS SOS um TARED!"
COMO VOCÊ VAI IR? VOCÊ VAI ME DEIXAR? 
Se ele estava em falta! Por andar a brincar... E não olhe para nada!
E se você é, não volte! E vá embora!
"NÃO QUERO NEM VÊ-LAS, AQUI NESTA CASA!"
Abracei meu filho, a alma do meu filho...
E fomos juntos até o raiar do dia...
Limpar-lhe socos que tinham deixado ele...
Enchi-mimos... e ela chorou lentamente!
Eu sabia que a alma do meu filho, era meu filho mais novo...E eu precisava!
E O QUE NÃO SABIAM TÃO CRUEL...
QUE ELE ERA UM CÃO...FOI UMA CIRCUNSTÂNCIA!
Jorge Horacio Pardini 09/02/13-(author rights reserved)