quarta-feira, 19 de abril de 2017

Quarta Na usina:Poetisas Da rede:ANA PEREIRA :



REVELO-TE Amo-te. Tenho palavras para te dizer. Procura-as nos espaços. 
É lá que se estreitam os laços. Nunca (te) vi Amor. Sempre tive os olhos abertos.
 Os braços sempre estiveram desertos. Sempre estive longe. Tu estiveste um pouco mais. 
Deverias estar mais perto. É uma loucura de quem não quer estar deserto. Somos corpos desencontrados. 
Irrompem os gritos calados. Deslumbro-me com o teu Silêncio. Danço com as Sombras. Aguardo-te
na Solidão perfeita das Palavras. Rompe a luz da janela fechada. Há tempo! É pelo buraco 
da fechadura que surge a luz prateada. Enterro-te vivo. Esquartejo-te no papel. 
Ficas fragmentado: Há virgulas; Interrogações; pontos. Espanta-te! Ainda te desejo. 
Escrevo sempre no pretérito imperfeito. Na cama onde estás, Não te peço tudo. 
Quero aquilo que não dás. Mas agora estás morto. Sei-o pois consigo sentir 
a tua ausência no peito. Foi um crime perfeito! Dilui-me no papel branco. Sou tinta. 
Escorro. Surgem palavras bonitas de ler! Não morro! Revelo-te. Surge apenas o que interessa. 
Fica o Amor na folha impressa. É assim que toco nos teus segredos, quando toco o teu corpo com os dedos. 
Alongo-me na margem. Beijo-te. Estendo os braços. Nesse momento sei que o Amor não é uma miragem. 
ANA PEREIRA 

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Nina Oliveira: FADO :


Para quem gosta de fado:


O fado embala a alma, 

Despindo as dores do peito
Que a guitarra ri e canta,
Num silêncio a preceito!


Um coração muito sofrido

Que por amor tenha chorado,

Entende logo o sentido,

Da emoção do lindo fado!



Os versos cantados murmuram,

Sobre amores que já lá vão

E as cordas até enxugam

Lágrimas vindas do coração!



Nina Oliveira












Link para adquirir o Livro: Calabouço contos e outros:
http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br

Quarta Na Usina:Poetisas Da Rede: Flá Perez: LEOA OU GAZELA, TODO DIA É DIA DELA: À Deriva:


Às vezes
sou rio
de corredeira
e você,
barca sem remo,
muito perto da queda d’água.

Às vezes sorrio
já em alto-mar
e só então você embarca.

Sem bandeira branca
sou nua,
nau sem âncora,
navio pirata.

Sem você não aporto:
o capitão está morto
e a bússola, quebrada.

Não há porto
pra uma amotinada.

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede Maria Aparecida Galvão:SÓ POR TI:



As nuvens exploram entre os raios do sol
que ressurge na espuma do horizonte.

Que o vento te acariciem por mim,

enquanto te espero nos dias que passam.

Por ti, só por ti...

Abraço os abismos.

Canto com os pássaros mudas cantigas,
Mesmo que a noite se vista de silêncio,
segredo-te esperanças.
Através dos dias, as flores resistem
as interpéries que desbravam o seu sossego.
Do meu olhar entristecido,
Nasce a primavera
Para que te ame mais
com as minhas palavras.
Por ti, só por ti
Afugento o inferno
para bracejar nadando,
nos rios da lua...
Dispo arrepios.
Visto-me de incensos e caminho ao teu encontro.

Simpl - Mary

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Luíza Senis:" verso e prosa":



Me calei .....

ao encontrar o que

eu não conhecia

sentir uma saudade 

que me invadia 

um amor tão grande

me rendo ....

é covardia .
um desejo imenso 
de ter você noite e dia.
uma alegria que há muito 
eu não sentia .....
desejo seu desejo 
seu beijo como fogo
ardia ....sussurros caricias
tua mão macia ...
você é meu mais lindo
poema eu decantaria 
minha vida inteira 
esse amor imenso 
em verso e prosa 
nunca findaria .
aguarde ...
outra poesia ......









Link para adquirir o Livro:
"O Grito da Alma" poesias e pensamentos
http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Iva Stos:



“Sou de fases como a lua, às vezes distante, às vezes sua…
Às vezes calada,
Às vezes carente, às vezes falante, as vezes nua…
Sou cheia de fases, sou cheia de amor!
Às vezes cansada, às vezes chorona,
Às vezes alegre,
Muitas vezes com dor…
Sou cheia de imprevistos!
Às vezes inútil, às vezes triste,
às vezes feliz, às vezes sensível,
às vezes egoísta,
às vezes serena às vezes grande,
muitas vezes pequena…
É assim que sou!
Essas fases que mudam e me faz…
Às vezes bem humorada, às vezes de mau humor,
às vezes alongada, sozinha, desconfiada,
às vezes retraída, às vezes atrevida…
Muitas vezes namorada!
Sou de fases, sei ouvir e não sei compreender,
procuro entender, mas não vou querer…
Às vezes me sinto amada, às vezes desajeitada, rejeitada, linda…
Muitas vezes me sinto um nada!
Sou de fases, sou assim de lua, mas gosto de mim.”
Menina dos Olhos."


-----I.S--------























Link para adquirir o Livro: Calabouço contos e outros:
http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br

Pensamento do Dia:

O tempo só é escarço, quando o desejo é intenso.


Esta e mais de 90 outras frases estão nesta obra:
Para baixar o livro Grátis, é só clicar no link abaixo: