quarta-feira, 17 de maio de 2017

Quarta Na Usina:Poetisas Da Rede: Cláudia Oliveira: E FINALMENTE.... tchan tchan tchan!!!!


"Outro café. Mais alguns passos, agora em direção a janela... sorrio para o vizinho que de longe me espia, vê meus pensamentos?... Subido, volto a peregrinação de meu desejo intenso de tocar o céu através de você, de ouvir a letra certa desta história que no silêncio de mim e de ti se inicia... Tudo é tão tenro que tenho receio de quebrar, como se quebra um cristal..."

CAUOLIVEIRA.BLOGSPOT.COM|POR CACAU OLIVEIRA

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Larissa Vitol:


"Ele não era poesia
nem os livros do Sparks,
Se fosse pra ser canção ele seria Soulstripper.
(O que é lindo)

Ele não era café na cama
Ou flores no colégio,
Venhamos e convenhamos
Tudo isso é tédio.

Ele não era o meu benzinho,
leãozinho ou xodó,
Mas era beijo na testa,
Fá, ré, mi e dó.

E se não fosse também
não teria problema,
Basta o sorriso dele pra fazer valer à pena."

L.V

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Gisele Nap:"NÃO ERA AMOR":



Um dia eu te quis,
te desejei como ninguém mais,
por você me apaixonei,
eu era ingênua e virgem
e temia me entregar
tinha medo de ser feliz.
Eu tentei
mas não deu certo,
cada um foi para um lado,
mas não consegui te esquecer
ainda queria estar ao seu lado.
Falavam que você não era pra mim,
que você não prestava,
mas eu só queria saber do que eu sentia
porque só com a gente eu me importava.
Passaram-se alguns anos
e a gente se reencontrou
você ainda me desejava
eu sentia que nada mudou.
Então de perto eu vi
e senti
que não era amor.
‪#‎GNap‬.
https://www.facebook.com/pages/Minha-alma-escreve/345205499007502?fref=ts

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Neuza Maria De Barros:MEDO:


Sentimento que se transveste
Disfarça seu conteúdo
Nem sempre deixando fácil 

Desmascarar o bandido
E assim se encarar de frente
Pra que esse seja banido.
E se parar pra pensar
Verás que o pano de fundo
É sempre o medo que comanda
Os outros sentimentos nocivos,
E esse que só reina no poder
Enquanto o amor não prevalecer
Dentro de cada coração
Pois quando o amor imperar 
A coragem vem com força 
Pensamentos se orientam
Em toda e qualquer condição
Com maior serenidade e confiança
Para tudo que a vida apresentar
Diante de qualquer situação.
E vamos deixar esse amor
Manifestar no coração 
Vencendo os nossos medos
E vivendo por ser mais feliz

Neuza Maria De Barros
26/07/2015

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Ana Paula Ribeiro :A tua espera:


Vou todas às manhãs 
Em minha sacada à te esperar 
Mas um vazio instalá no 

meu peito pois uma espera
vão dói meu coração.

Olhar fixos em uma direção 
Sinto uma convicção 
Que meu olhar vai mudar
Pra outro horizonte 
Ainda minha espera não 
vai ser em vão.

Sei que você vai chegar 
E não deixarei você partir
Pois tua amada quer
te amar pois vive amargurada
Só quero ser tua amada.

Ana Paula Ribeiro 
27/07/2015/12:04hrs
Todos os direitos Preservados.

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Adriana Brunstein:




a gente envelhece

dormindo às dez
acordando às seis
ameaçando pernilongos em voz alta
antes de errar o tapa
a gente envelhece
medindo a circunferência do braço
evitando usar regatas
se cadastrando em sites de receitas
e consultando horóscopos
a gente envelhece
dormindo de meias
falando pra manicure
no pé só um rosinha básico
a gente envelhece
cantarolando a música
de ao mestre com carinho
descobrindo na wikipedia
que o sidney poitier ainda tá vivo
a gente envelhece
recusando convites
lembrando que piquenique
era chamado de convescote
nos clássicos que ainda não lemos
a gente envelhece
gerundiando
esperando uma oferta incrível
da garota do telemarketing.

Fonte de origem:
http://prosacaotica.blogspot.com.br/2014/10/5-poemas-de-adriana-brunstein.html?spref=bl

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Martha Lombana:TE AMO COLOMBIA¡:


-----------------------------
Te amo Colombia, por tus valles
cerros y laderas.
por tus playas y tus ríos

y tus eternas primaveras.
--------------------------
te amo porque tus tardes 
se pintan con el ocaso.
cubriendo cañaverales
pintando hermoso paisajes.
-----------------------------
amo tus flores y tus selvas
tu estrellado cielo
y a esa luna que te embellece 
en tus noches tan bonitas.
ah¡ y tus playas ,tus estrellas
y esa fauna tan exquisita.
y tus bosques y tus montañas 
alineaditas como doncellas.
se muestran todas enfiladitas
porque saben que son bellas.
----------------------------------
amo tus ancianos tus 
y a tus mujeres tan bellas.
tus hombres tan luchadores
tus niños, tus credos.
tu folclor y tu cultura
tus poetas y poetisas.
que gritan al mundo tus venturas.
---------------------------------
amo tus matices .tus nevados ,
frailejones.
tus lagúnas ,tus riachuelos.
tus avecitas tan tuyas todas multicolores.
amo tu idiocincracia de piel de tantos colores.
hay pieles tan rosaditas como
ángeles en sus albores.
--------------------------------
allí se ven las mulatas aquellas
que con su risa blanca y sus hermosas 
caderas que se mueven
como palmeras al viento. 
son las mujeres Chocóanas.
morenas como azabaches
de la esclavitud descendientes.
del África ardiente sus raíces tienen.
las hay morenas altivas orgullosas
de su raza, las hay como las indias
que a Cristóbal Colön robaron la calma.
----------------------------------------
Amo tu bandera ,tu himno,
tu escúdo y tu tierra.
mas quiero ser realista.hay quienes 
destruyen tu suelo.
esos progresistas ladrones 
que todos llaman señores.
que quitan al pobre el derecho 
de trabajar por tus suelos.
-------------------------------
vienen de lejos en bandadas.
en buques ,carros o aviones
hacen grades explosiones.
acaban con el ambiente.
dañan muchos terrenos .
se apropian de nuestra tierra 
desplazan a la fuerza
a tus hijos para sembrar
y construir sus urbes
que les hará ganar mas dinero.
---------------------------------------
a eso le llaman "progreso".
para llevarse tu oro,tu riqueza
tus minerales preciosos que
tienes para tus pueblos .
negando así nuestro derecho 
de vivir... de lo que producen tus suelos.
-----------------------------------
a quien defiende a tu gente
lo llaman facineroso.
mas desde los altos cargos 
reciben con mucho gozo.
a esos que llaman ...
Dizque doctores para 
que se llenen sus bolsillos
con lo que gana tu obrero.
---------------------------------
te amo Colombia mía mas 
me siento tan impotente
por ver tanta crueldad
que no se respete a tu gente.
que los niños sufran hambre 
enfermedad y miseria y que una patria 
tan rica se debata en una guerra.
que empezó ya hace muchos años 
por defender tus terrenos.
................................................
y que hoy. quienes la provocan 
se ufanen de ser muy buenos.
y que a los buenos les digan malos 
para ganar mas terreno.
y privar de sus derechos 
de patria tierra y comida
a quienes dan tanto a tus suelos.
los humildes campesinos
indígenas y obreros que luchan
por dar una patria buena para dejar 
a los niños que silenciosos crecen
entre tu belleza y tus guerras.
-------------------------------------
Autora 
Martha Lombana
medellin colombia
16/07/ 2015.
derechos de autor reservados.
Te amo Colômbia

-----------------------------
Te amo a Colômbia, por seus valleys
Cerros e encostas.
Por suas praias e seus rios
E suas eternas primaveras.
--------------------------
Te amo porque suas tardes
Se pintam com o ocaso.
Colmatamos cañaverales
Pintando belo paisagens.
-----------------------------
Amo suas flores e suas florestas
Sua estrellado céu
E essa lua que você torna bela
Em suas noites tão belas.
Ah e suas praias, suas estrelas
E essa fauna tão deliciosa.
E suas florestas e suas montanhas
Alineaditas como doncellas.
Se mostram todas enfiladitas
Porque sabem que são belas.
----------------------------------
Amo seus idosos seus
E a suas mulheres tão bonitas.
Seus homens tão lutadores
Suas crianças, suas crenças.
Sua folclor e sua cultura
Seus poetas e poetisas.
Que gritam ao mundo seus prazeres.
---------------------------------
Amo seus matizes. Seus nevados,
Frailejones.
Seus lagúnas, seus burns.
Seus avecitas tão suas todas multicolores.
Amo sua idiocincracia de pele de tantos cores.
Há peles tão rosaditas como
Anjos em seus primórdios.
--------------------------------
Ali se vêem as mulatas aquelas
Que com seu riso branca e suas belas
Caderas que circulam
Como Palmeiras ao vento.
São as mulheres chocóanas.
Las morenas como azabaches
Da escravatura descendentes.
Da África ardente suas raízes têm.
As há las morenas altivas orgulhosas
Da sua raça, as há como as indianas
Que A Cristóvão colön roubaram a calma.
----------------------------------------
Amo sua bandeira, seu hino,
Sua escúdo e sua terra.
Pero quero ser realista. Há quem
Destroem seu solo.
Esses progressistas ladrões
Que todos chamam senhores.
Que retiram ao pobre o direito
De trabalhar por seus solos.
-------------------------------
Vêm de longe em bandos.
Em navios, carros ou aviões
Fazem rejas explosões.
Acabam com o ambiente.
Prejudicam muitos terrenos.
Se apropriam da nossa terra
Deslocam à força
A seus filhos para semear
E construir suas cidades
Que lhes fará ganhar mais dinheiro.
---------------------------------------
Por isso lhe chamam "progresso".
Para levar seu ouro, sua riqueza
Seus minerais preciosos que
Você tem para os seus povos.
Negando assim o nosso direito
De viver... Daquilo que produzem seus solos.
-----------------------------------
A quem defende a sua pessoas
O chamam facineroso.
Pero desde os altos cargos
Recebem com muito gozo.
A esses que chamam...
Dizque médicos para
Que rechear os seus bolsos
Com o que ganha seu operário.
---------------------------------
Te amo Colômbia minha pero
Sinto-me tão impotente
Por ver tanta crueldade
Que não se respeite a sua gente.
Que as crianças sofrem fome
Doença e miséria e que uma pátria
Tão rica seja discutido em uma guerra.
Que começou já há muitos anos
Por defender seus terrenos.
................................................
E que hoje. Quem a provocam
Se Ufanen de ser muito bons.
E que os bons lhes digam maus
Para ganhar pero terreno.
E privar dos seus direitos
De Pátria terra e comida
Aqueles que dão tanto a seus solos.
Os humildes camponeses
Indígenas e operários que lutam
Por dar uma pátria boa para deixar
As crianças que silenciosos crescem
Entre sua beleza e suas guerras.
-------------------------------------
Autora
Martha lombana
Medellin Colômbia
16/07/ 2015.
Direitos autorais reservados.

Pensamento do Dia:

“Pensar e expressar o que penso é o que me alimenta. Tire-me a poesia, e pouco restará de mim mesmo.”



Esta e mais de 90 outras frases estão nesta edição comemorativa.
Para fazer o download grátis do livro basta clicar no link a baixo: