sexta-feira, 7 de julho de 2017

Pensamento do Dia:

“Para as verdades nunca ditas, resta o desespero das mentiras que ficaram com a certeza de que um dia elas chegarão.”



Esta e mas de 90 outras  frases estão nesta edição comemorativa da coleção "Pensamentos Vivos".
Editora Usina Literária: Para fazer o download grátis do livro basta clicar no link a baixo:


http://www.4shared.com/office/EuJZfJmzce/Palavras_solta_pdf.html

Sexta Na Usina: Poetas Da rede: Jorge delgado: FALO CALADO:



Meus pensamentos,

Propagam-se pelo ar,

Alcançam o infinito,

Quero muito lhe amar.



Eu vou pensando,

Em você estou lembrando,

Às vezes falo calado,

É seu nome que eu chamo.



Isso é amor,

Que toma meus pensamentos,

Que domina o meu ser,

Coração fica em lamentos.



Meus pensamentos,

Propagam-se pelo ar,

Alcançam o infinito,

Quero muito lhe amar.



Essa vontade,

Querendo estar ao seu lado,

Para mim é uma tormenta,

Coração faz tempestade.



Mais quando chego,

Estou perto de você,

Ai tudo se acalma,

Faço meu amor valer.



Meus pensamentos,

Propagam-se pelo ar,

Alcançam o infinito,

Quero muito lhe amar.



Jorge delgado compositor





























“Para os amantes da poesia, Link para Download grátis do livro “Amor Eterno Amor”







Sexta Na Usina: Poetas da Rede: Fernando Maioni Rodrigues Maioni:O DOURADO:


O óleo fumegava na frigideira
Fogo a lenha e areia.
As postas do dourado mergulhada na farinha

Temperado a alho e sal.

O cheiro se espalhava...

O mar chicoteava as pedras cobertas de mariscos 

Um fio fino dourado no horizonte da tarde...

Enquanto a transparente lua se retocava no céu

Em alto mar um barco rumava veloz ao encontro da noite

Espumas ondeantes brancas...

Outros dourados pulavam com melhor sorte...

Cá na praia ,um arroz quentinho era servido.

O caldo com moderada pimenta acordava as estrelas...

Depois...água de coco, depois...Beijos e caricias na esteira ...
Ali, debaixo do guarda-sol de sapê enluarado,
O amor compassava com o vaivém das ondas...

Fernando Maioni

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede:Comendador Marcus Rios:“ PORQUE TE AMO TANTO “:



Uma noite em silencio
Eu senti o gosto deste teu beijo
Gostoso em minha boca, 
Fiquei surpreso e acordei
Pois era apenas um sonho.
Que pena pensei e pensei
Queria tanto ter você somente para mim.
A saudade de você meu amor
Percorreu todo o meu corpo
E como é estranho ficar agora
Sem você em minha vida,
E como eu te queria agora.
O amor que sinto por você
Insiste agora em não querer
Nunca mais ir embora,
Pois a recordação de você é como 
Uma brasa que teima 
Em queimar ainda no fogo.
Sem alegria e sem cheiro 
Eu vou seguindo o meu caminho
Que vejo na minha frente
E sinto que tudo vai 
Passando tão ligeiro que 
A tua falta meu amor 
Faz-me ficar doente.
Surpreso acordei e me vi apenas
Olhando no espelho de meu 
Quarto sorrindo de alegria,
E fui logo pensando que 
Eu preciso amar-me tanto
Quanto eu te amo amor,
Pois sempre é preciso
Descobrir o porque deste amor,
E porque será que te amo tanto.


Comendador Marcus Rios

Poeta Iunense - Acadêmico -

Membro Efetivo e Imortal da Academia Iunense de Letras (AIL)






















Link para adquirir o Livro:
"O Grito da Alma" poesias e pensamentos
http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Jabis Ronaldo: O seu reflexo incompatível. IMAGEM:


Infla o meu peito quando por acidente

Sei que angustiei alguém, então procuro

Logo essa flor de graxa, que os meus

Olhos como gotas d’água desfigurou.



Sou pego de surpresa, passo os dedos

Pelo meu corpo, e deixo a marca deles

Por onde passo e a marca donde passo neles,

procuro um espelho e percebo depois


de muito esforço atrás de detalhes,
que sou eu, a flor torturada, oscilo o templo,
e os meus cílios de pasta se desmancham,

olho envolta e vejo que todas as imagens
São de graxa, fujo do meu semblante horrível, d
E o tempo? Vomita o espaço, o lugar ex
p l o 

Sexta Na Usina: Poetas Da Rede: Carlos Carvalho O POETA Português :UM NOVO DESPERTAR


Esta manhã ao despertar,
meu coração se alegrou!
Num profundo silêncio...
escutei a minha alma,
que com jubilo, agradecia!
Agradeceu pela vida,
pelo verdadeiro amor,
pela amizade,
por você!
Foi assim meu despertar!
Um novo e alegre dia...
cheio de oportunidades,
começa!
E com ele as lembranças...
as mais belas recordações,
despertam comigo!
Desta forma sorrio...
...com tanta felicidade!
E com um novo ânimo,
cheio de coragem...
parto para mais um dia,
com a certeza da tua amizade!
E com a força do teu amor!!!


CARLOS VAZ DE CARVALHO

MAIA PORTUGAL






















Link para adquirir o Livro: Calabouço contos e outros:
http://24.233.183.33/cont/login/Index_Piloto.jsp?ID=bv24x7br