quarta-feira, 22 de março de 2017

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Fernanda Costa ESPALHAR:


Apetece-me
Um abraço 

Bem forte!

Que me corte

A respiração!

Para nesse abraço
Fazer união!...
Depois amor sem fim...
Que me sirva 
De alimentação!...
Necessito de 
Armazenar
Muito amor!...
Para depois o
Espalhar!...
Depois vou
juntar 
Pedacinhos
Do céu!
Com eles criar 
Sonhos 
Para os realizar!..
Tudo 
Juntarei!...
Darei Alguém 
Que chegara'
A todos os cantos
Da Terra 
Espalhando
Por todos
Esta alimentação!...
De abraços
De amores
E de sonhos
Que se
Realizarão.

Fernanda Costa 
11-02-2014

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: María Dolores Reyes Herrera: DEL LIBRO: LITORAL DEL SILENCIO:


I

Gritan 

las calles tu nombre,

sólo responde el silencio 

al mutismo de tu voz…
Livro: Costa do silêncio eu grito nas ruas de seu nome, 
apenas o silêncio para silenciar sua voz... (Traduzido por Bing)

Quarta Na Usina Poetisas Da Rede:Mimi Yañez:


QUIERO CANTARTE VIDA MIA 
CANCIONES DE AMOR 
PORQUE A TU LADO ENCONTRE 
LA RAZON DE MI SER 



QUIERO CONTARTE LO QUE SIENTO

CUANDO ESTAS LEJOS DE MI

MI VIDA PARECE APAGARSE

SII ,,,,,SI TU , ,,NO ESTAS AQUI 

COMO NO AMARTE TANTO VIDA MIA
COMO NO RENDIRLE CULTO A ESTE AMOR 
SI ME DISTE LA PASION QUE TE PEDI
Y ,,SI HE DE MORIR ,,A TU LADO ,,YO LO HARE
EU QUERO CANTAR CANÇÕES DE AMOR MINHA VIDA PORQUE AO SEU LADO EU ENCONTREI A RAZÃO DO MEU SER, EU QUERO TE DIZER O QUE SENTE QUANDO ESTAS LONGE DE MINHA MINHA VIDA PARECE SII DESVANECEM-SE, SE VOCÊ, NÃO ESTAS AQUI COMO NÃO AMAR VOCÊ MUITO VIDA COMO MIA NÃO ADORAR A ESTE AMOR PAIXÃO TE PEDI ME DEU E, SE EU TIVER QUE MORRER POR SEU LADO, YO LO HARE (Traduzido por Bing)

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Lic Ana Castañeda:


Has bebido de mí
como has querido
y yo de ti
entre los dos, deseos furtivos.



He sido arcilla en tus manos

me moldeaste a tu manera

los dos unidos

fuimos... pasión, deleite y fuego.

Nuestra noche ha sido inolvidable
los dos desatados en nuestra lujuria.
Cuando estoy en tu cama esperando por ti, para que seamos uno,
El deseo se vuelve más intenso, pero llega el momento, en que abro mi ser para que entres, para que me hagas tu mujer, y el ser que más te satisfaga en todo.
Y me fascina morir de deseo entre tus brazos... fundirme con tu calor, con tu cuerpo, con tu movimiento, amarte hasta nunca cansarme…
Amarte una y otra vez es como tocar el cielo sin ningún esfuerzo por que tú eres mío y tu cuerpo mi único refugio de amor, alcance total del amor pleno.
Você ter bebido fora de mim como você queria e eu te entre os dois, desejos furtivos.



Estive a argila em suas mãos eu moldeaste seu caminho a dois Unidos foi... fogo, paixão e prazer.



Nossa noite foi inesquecível tanto na nossa luxúria.

Quando estou na sua cama, esperando por você, para que sejamos um, desejo torna-se mais intenso, mas vem a hora, quando eu abrir a minha sendo assim que você entrar, então me faça sua mulher e que você se encaixa em tudo.
E fascina-me a morrer de desejo em seus braços... para me derreter com o calor, com seu corpo, seu movimento, amo-te para nunca cansado...
Amo-te mais uma vez é como tocar o céu sem qualquer esforço que você é meu e o seu corpo meu único refúgio de amor, amo o escopo completo. (Traduzido por Bing)

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede: Angel Olhar Feminino: Anjo Negro:




Anjo Negro


Anjo Negro que dentro de mim vives,
força da natureza que que a mim me transformas
sinto a magia , a energia de tua alma
sinto o vigor de tuas asas
e a paz de teu coraçao.
A revolta de teus pensamentos,
e o reconforto de tua aurea.

Toco em ti meu anjo,
Sinto-te parte de mim,
elevo te ao limiar da realidade com meus sonhos
e transformo-te em realidade com meus desejos.
Transformo o mundo que habito,
transformo te em mim mesmo meu anjo Negro.

Deixa me guiar te atraves da realidade
com a tua força e tua mestria de sonhador.
Deixa-me concratizar todos os teus sonhos
e dar forma a teu ser, atraves de mim mesmo...

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Lavínia Andrill: 235 - O VERBO ME INSTIGA!

Sou dama mundana,
das palavras sou amante!
Deito-me com o verbo
Prenho-me de abstratos.
Do útero fecundo,
aborto versos. Em sândalos.
Meu tributo ao mundo. Presunção
de uma mulher
que se quer poetisa
e brinca de fazer poemas
e se diz absoluta.
E se pensa única!
Que fazer se tenho alma cronópia
e o canto das palavras
enfeitiça-me e me põe a brincar
com os seus sentidos
inelutavelmente?
Desiderato!
Desvelos de uma alma
que no peito não se acalma.
Palavras são asas!

Quarta Na Usina: Poetisas Da Rede:Adriane Lima:


Para onde irão
os sorrisos ternos
imantados nas fotos
as palavras doces
proferidas num
momento de paixão
os beijos imaginados
diante à boca
que os pedia
enquanto à vida,
dizia não
para onde irão
os anos passados
calendários levados
ou mesmo esquecidos
por mera obrigação
onde guardar
o vivido e o não vivido
em peito apertado
em olhares distantes
como anexa-los
nas páginas viradas
dos sentimentos esvoaçantes
que nos visitam sempre 


Pensamento do Dia:

A elite politica não está no ser... E sim nas mentes burras que os elegem.


Esta e mais de 90 outras estão nesta obra.
Para baixar o livro Grátis é só clicar no Link abaixo: